FANDOM


Os Psittacidae são algumas das aves mais inteligentes e que possuem o cérebro mais desenvolvido. Tem a capacidade de imitar, com grande fidelidade, todos os tipos de som, inclusive palavras. Animais longevos, cujas espécies maiores podem viver mais de 50 anos. São, sem dúvida, um grupo de aves distintas das demais, tendo uma série de características específicas. Tem bicos altos e aduncos, cuja mandíbula superior é consideravelmente maior que a inferior e não está completamente fixa ao crânio, como acontece com outras aves, estando ligada a este por uma espécie de “junta”, que lhe permite movimentá-la para cima e para baixo. A mandíbula inferior pode mover-se lateralmente o que torna o bico dessas aves, juntamente com sua ágil língua, um genial e versátil instrumento. A mandíbula superior de muitas das espécies possui serrilhas transversais que lhes permitem agarrar os alimentos com firmeza e quebrar-lhes facilmente a casca. A língua carnuda possui papilas gustativas. Os periquitos, por exemplo, tem papilas eréteis na língua, semelhantes a uma escova, que lhes permitem lamber o néctar e pólen das flores. As pernas, providas de tarsos curtos e de quatro dedos oponíveis, dois virados para frente e dois para trás, são instrumentos perfeitos para segurar em ramos e para segurar os alimentos e levá-los ao bico, o que é único entre as Aves. A plumagem, bastante colorida na maioria das espécies, é mantida limpa com a ajuda do pó que se acumula na penugem do dorso. A glândula uropigial é pouco desenvolvida, por isso não ensebam as penas. A sua vida social é, igualmente bastante interessante. Os casais formam-se quase sempre para toda a vida e são inseparáveis. As demonstrações amorosas podem ser observadas ao longo de todo o ano. As aves tratam da plumagem uma da outra, tocam os bicos e alimentam-se mutuamente. Nidificam quase invariavelmente em cavidades e põem ovos brancos. Apenas alguns constroem grandes ninhos esféricos nas árvores. Os filhotes, nidícolas, nascem desprovidos de penas e cegos, sendo alimentadas pelos progenitores do ninho durante um longo período. A dieta é, sobretudo de origem vegetal, embora também capturem insetos, especialmente durante a alimentação das crias. A grande maioria das espécies é muito sociável e vive em bandos ao longo de todo o ano, ou pelo menos, após a reprodução.